Terça-feira, 24 de Outubro de 2017 -
PROJETO OUSADO

Plano de Mobilidade Urbana propõe mudanças drásticas no trânsito de Itabira até 2035

Projeto foi desenhado por empresa especializada e agora tramita na Câmara de Vereadores
17/06/2017 08h27
Rodrigo Andrade
ARQUIVO/DEFATO
Plano prevê intervenções sobretudo na região central do município, considerada o grande gargalo do trânsito de Itabira

Mudanças de sentidos, construções de novas ruas, interligações, espaços exclusivos para o transporte público e outros meios, como bicicletas, e até a retirada de trilhos de trem para a implantação de uma Via Expressa. Essas são apenas algumas das propostas do Plano Diretor de Mobilidade Urbana de Itabira, já em tramitação na Câmara de Vereadores. O projeto, volumoso, chegou à Casa no fim de maio e é estudado pelos parlamentares. 

Desenvolvido durante o governo anterior, o PlanMob foi desenhado pela empresa TecTran, contratada pela Prefeitura de Itabira. Na atual administração, o projeto ganhou algumas adequações e foi remetido à Câmara. A matéria chegou a ser levada para a reunião das comissões temáticas do Legislativo no dia 31 de maio, mas foi retirada devido à importância e quantidade de conteúdo. 

No texto do projeto é descrito que o plano possui como objetivo geral orientar as ações atuais e futuras do município no que se refere aos diferentes modos de transporte, serviços, infraestrutura viária e a melhoria da acessibilidade e mobilidade das pessoas e cargas. Dentre as inúmeras ações propostas, destacam-se as intervenções viárias, muitas delas na região central do município, considerada o grande gargalo do trânsito de Itabira. Essas intervenções têm prazo para serem realizadas até 2035, de maneira gradativa. 

Um dos focos é o entorno da praça Acrísio Alvarenga, descrita no plano como “ponto de conflito”. A proposta é que todas as vidas de acesso para a rotatória tenham semáforos. Também haveria mudanças no fluxo de veículos. Assim, não seria mais permitido que automóveis deixassem a praça diretamente para a avenida das Rosas.  A saída ocorreria pela avenida Carlos de Paula Andrade. Já os veículos provenientes da avenida das Rosas com destino à avenida Carlos de Paula Andrade não precisariam contornar a rotatória, uma vez que seria projetada uma nova via que faria essa ligação diretamente. 

As alterações no Centro também afetariam os sentidos de circulação e a hierarquia viária nas vias do entorno do Terminal Rodoviário Genaro Mafra. Outra mudança seria a proibição de conversão da rua Salvino Pascoal para a avenida João Pinheiro, resultando em redução do tempo de semáforo, deixando-o fechado em período suficiente para travessia de pedestres. 

Mais mudanças

Duas avenidas citadas pelo prefeito Ronaldo Magalhães (PTB) em sua campanha estão previstas para serem construídas no Plano de Mobilidade de Itabira. A primeira é a avenida do Espigão, entre a rua Tabelião Hildebrando Martins da Costa, no Água Fresca, e a MG-120, que dá acesso a Nova Era. A segunda é a continuidade da avenida Machado de Assis, entre a rua Humberto Campos, no João XXIII, e a avenida Engenheiro Pedro Guerra, no Gabiroba. 

As mudanças também aconteceriam próximo ao Hospital Nossa Senhora das Dores, no bairro Penha, onde haveria alteração dos sentidos de circulação e eliminação do semáforo no entorno da unidade de saúde.  

O PlanMob ainda inclui adequações de vias no bairro Gabiroba e implantação de uma rua que ligaria a rua Esmeril à avenida Mauro Ribeiro, na região do bairro Esplanada da Estação. 

Via Expressa

Uma das intervenções mais ousadas do Plano de Mobilidade é a construção da Via Expressa, que surgiria no lugar das malha férrea que corta o município. Essa nova estrutura interligaria bairros como Praia, Campestre São Bento e Conceição, evitando a concentração de veículos na região central. 

No fim de 2014, o então vereador Ilton Magalhães, hoje secretário municipal de Governo, apresentou esse projeto da Via Expressa na Câmara de Itabira. Segundo ele, a estrutura substituiria 15 quilômetros de malha férrea. O ex-parlamentar chegou a apresentar a proposta ao gerente da Vale, Fernando Carneiro, que viu a ideia com bons olhos, de acordo com Ilton.

Assista ao vídeo apresentado por Ilton em 2014: 

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
Você pode ser o primeiro a comentar.
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Cidade
Mais
Emprego