Domingo, 23 de Julho de 2017 -
HOMICÍDIO

Homem é assassinado à luz do dia no bairro Pedreira

11/04/2017 14h26
THALES BENÍCIO
Homem foi executado em plena tarde

Um homem de 34 anos foi executado a tiro por volta das 13h20 desta terça-feira, 11 de abril, na rua Canário, no bairro Pedreira, em Itabira. Evandro Dias de Moura foi atingido pelas costas por um disparo de arma de grosso calibre. Segundo a Polícia Militar, a vítima já havia registrado boletins de ocorrência por ameaças nos dois últimos anos e, inclusive, já foi alvo de uma tentativa de homicídio, em 2015.

Populares encontraram Evandro caído no meio da rua e acionaram a PM. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) também foi chamado, mas a equipe médica apenas pôde constatar o óbito da vítima.

O local do crime foi isolado e a perícia técnica da Polícia Civil realizou os trabalhos de praxe para início das investigações. Uma munição de grosso calibre, que pode ser de espingarda ou escopeta, foi recolhida próximo ao corpo de Evandro. Militares do Serviço de Inteligência ajudam no levantamento de informações para descobrir o autor do assassinato.

Segundo a PM, em janeiro de 2015, Evandro de Moura foi vítima de uma tentativa de homicídio na rua Pássaro Verde, também no bairro Pedreira. Naquela ocasião, foi socorrido e sobreviveu após ter sido atingido por vários tiros. Ainda de acordo com a polícia, o homem morto nesta terça-feira já foi vítima de ameaça e chegou a registrar duas ocorrências, uma em novembro de 2015 e outra em janeiro de 2016.


Homicídio aconteceu no meio da rua Canário, no bairro Pedreira                                                                    Foto: Thales Benício

Se você não tem Facebook, utlize o formulário abaixo para comentar.
12/04/2017 - 23h41
Dulce da Penha Costa Ramos
itabira
A policia esta ai fazendo o que é certo cabe a nós ter ao menos o respeito o que não da para aceita é tanta criminalidade.
0 3
12/04/2017 - 11h31
Gerson Ferreira
Itabira
Conversa pra boi dormir..,o assassino deste representante morto no bairro Praia foi um caso claro de predileção nessa justiça deste brazil,zil,zil atual.Por isso é que foi preso de Helicóptero.Qualquer outro cidadão da melhor índole q seja q foi ou for assassinado não teve e nem terá essa eficiência justa.
2 1
11/04/2017 - 18h28
Edgard Souza
Itabira
Tranquilo...o cara pode ate nao ser um bom rapaz..mas direitos igual..a ação da polícia tinha q ser a mesma do representante comercial..agora se essa rapaz morto fosse seu parente..ou seu filho
1 0
11/04/2017 - 15h53
FFM itabira
Itabira
A questão do helicóptero depende da situação. O representante comercial estava fazendo a sua primeira visita no salão e foi assaltado, levou um tiro e o indivíduo que é reicidente ainda cometeu outro crime roubando um carro. Foram várias testemunhas presentes. E esse que morreu, alguém sabe quem é. Não posso julgar , mais se não for flor que se cheire, jamais vai vim um helicóptero.
80 35
11/04/2017 - 19h44
Sergio
Itabira-MG
Ja morreram quantos em 2017? alquem sabe informar?
0 1
12/04/2017 - 22h28
Eduardo
Itabira
A verdade é que se o representante comercial não fosse um irmão de policial não teria toda a mobilização de policiais de folga de férias é até helicóptero. Não sei a índole do rapaz que foi morto na Pedreira mas o que interessa é que foi cometido um assassinato é a polícia não teve o mesmo empenho que no outro caso. Será porque?? Queremos que a justiça seja igual para todos, pobres, ricos, brancos, negros ou parente de policial.
6 3
Novo comentário
Sou cadastrado
Não sou cadastrado
Comentário
Leia mais em: Polícia
Mais
Emprego